domingo, 23 de janeiro de 2011

Silêncio


Hoje é domingo, certo! Dia de descanso, de dormir e ver as horas passarem preguiçosamente...
Não para quem teve a "sorte" de morar ao lado de uma igreja evangélica. No meu caso, moro ao lado de uma Assembleia de Deus, e eles resolveram, orar, ensaiar, lavar a igreja, enfim, tudo para perturbar e acabar com o sossego alheio.
As atividades iniciaram antes das 8h e agora já são 14h e eles se recusam a diminuir o volume de seus potentes aparelhos sonoros.

Reclamar? Sim, já fiz. Fui pessoalmente e falei com o responsável. A resposta é que eles estão orando em nome de Deus e que não podem parar.
Bem, mas a Constituição nos diz que vivemos em um Estado laico, então, decidi ligar para a DEMA - Delegacia do Meio Ambiente. Fui bem atendido, porém eles nada fizeram.
Entrei no site da polícia civil (http://dema.policiacivil.pa.gov.br/?q=contact) e tentei enviar mensagem para reivindicar meu direito ao silêncio e ao repouso. Mas o site não funcionou e a mensagem não foi enviada. Mudo de estratégia, acessei o site do Governo do Estado, também, não funciona, não aceita que o cidadão envie mensagem.
Apelei, copiei o e-mail do Gabinete do Secretário de Comunicação e enviei minha reclamação, será que receberei uma resposta?
Eis a mensagem que enviei ao homem do marketing do governo:

Boa tarde,

Gostaria de registrar queixa contra a igreja Assembleia de Deus, localizada na Rua C, esquina da WE-48, na Cidade Nova 8, Ananindeua.

A referida igreja não está respeitando a legislação e nem o descanso das pessoas que residem em seu entorno.

Hoje é domingo e o barulho iniciou por volta de 8h, agora são 13:32 e ninguém consegue dormir ou pelo menos repousar em silêncio.

Já telefonei para a delegacia do meio ambiente - DEMA e nada foi feito.

Sei que o Gabinete do secretário de comunicação não é o fórum adequado para esta reclamação, mas creio que vocês saberão encaminhar para a autoridade correta e que poderão cobrar as medidas cabíveis para que a lei do silêncio seja respeitada.

Att.,
Marcelo Carvalho
Ps. Caro leitor se você conhece o responsável pela Igreja Assembleia de Deus ou o delegado da DEMA ou qualquer outra pessoa ou entidade que possa ajudar e fazer a lei do silêncio e a legislação ambiental ser respeitada, favor encaminhar esta postagem.

Um comentário:

lidiane.rm disse...

meu amigo Marcelo, estou nesse dilema,moro em Belém, há 2 meses foi inaugurado um Restaurante e Eventos, ao lado da minha casa que
nos fundos tem 4 Kitnet's, e começa sexta,sabado e domingo, tarde a noite e de madrugada,é tudo aberto e o Som estidente, ninguém consegue durmir, moro com minha esposa, eu tenho 67 anos e ela 61 anos, nos dois somos hipertensos, nos Kitnetes mora pessoas idosas, inclusive uma Sra. que faz sessão de Hemodialise e ela
sofre muito com a zuada, no contrato que faço com meus inquilinos tem uma clausula que fala a respeito de Som alto e criar animais que perturbe os vizinhos. Com isso, já fui pelos
caminhos que você citou quase todos, inclusive a Social da Seccional São Bráz agendou uma reunião amnhã (01.03.11)com os donos do Restaurante e Eventos para
ver se eles baixam o SOM para que nos fins de semana se possa dormir. Porém acho dificil, haja visto que eles já disseram que não tem medo de policia. Porém se a Social encontar uma saida, com certeza eu lhe digo, porque eu acho que a poluição sonora tembém e crime embiental-Evandro Néry-Rua Antonio Barreto, 1486 prox. aa canal.