segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Queremos um novo mandato para a Governadora Ana Júlia do PT


Os trabalhadores em educação do Estado do Pará, precisam de um Governo que atue em consonância com seus interesses. Um Governo que, em cada âmbito do cotidiano da vida de professores, alunos, funcionários, equipe técnica, gestores, pais e familiares de alunos, fique sempre do lado dos trabalhadores em educação e combata os interesses representados pela velha oligarquia que governou o estado por mais de 20 anos.
Os trabalhadores em educação, e especificamente, os que trabalham para a inserção das Tecnologias de Informação e Comunicação no cotidiano das escolas paraenses reconhecem que o primeiro mandato da governadora Ana Júlia foi marcado por conquistas e pela adoção de uma política pública que valoriza as inovações pedagógicas, a formação de professores e a criação de oportunidades para que os alunos possam se expressar com liberdade e criatividade.

13 conquistas do Governo Ana Júlia:

1- Lotação de professores nos espaços pedagógicos (sala de informática, de leitura e laboratório multidisciplinar) com todas as vantagens do magistério;
2- Formação de professores para uso pedagógico dos recursos tecnológicos: Curso de especialização em Tecnologias na Educação (parceria MEC/SEDUC/PUC-RIO); Curso de especialização em Mídias na Educação (parceria MEC/SEDUC/UFPa); Curso de Especialização em Gestão Escolar (parceria MEC/SEDUC/UFPa - Escola de Gestores);
3- Cursos ofertados pelos Núcleos de Tecnologias Educacionais (NTEs): Introdução à Educação Digital (40 h); Tecnologias na Educação: ensinando e aprendendo com as TIC (100 h) e Elaboração de Projetos (40 h);
4- Instalação de novos computadores e ampliação do número de escolas com Sala de Informática Educativa (hoje são mais de 500 escolas que possuem SIE);
5- Valorização e reconhecimento dos NTEs: publicação da portaria; Aquisição de data show e lousas digitais para os NTEs;
6- Concurso estadual de blogs educativos, que incetiva o uso pedagógico dos blogs;
7- Projeto Rádio Escola que beneficiou 80 escolas públicas com equipamentos para funcionamento de rádios escolares;
8- Incentivo à utilização de software livre nas escolas por meio do desenvolvimento da distribuição Boto-Set-Linux;
9- Projeto UCA (Um Computador por Aluno);
10- Projeto inovadores como: Projeto Aluno Repórter – A Imprensa na Escola; Projeto aluno Integrado; Projeto NAVEGATUBE (premiação das escolas);
11- Criação do projeto NAVEGAPARÁ (desenvolvimento tecnológico e inclusão digital);
12- Inclusão digital para alunos, funcionários das escolas e comunidade por meio dos cursos ministrados pelos NTEs e pelos professores das SIE;
13- Aquisição de computadores portáteis para as crianças e jovens do Projeto Prosseguir;

Assinam este manifesto:

1. Marcelo Carvalho (professor de história, ex-coordenador do NTE Belém e ex-coordenador da CTAE)
2.João Sanches (professor de matemática e da sala de informática da escola Augusto Montenegro)
3.Augusto Meirelles ( professor de História)
4.Joseane Figueredo (professora de matemática e coordenadora do NTE Belém)
5.Tony Cunha (professor de Arte e coordenador do NTE Ananindeua)
6.Eric Siqueira (professor de história e multiplicador do NTE Ananindeua)
7.Teodomiro Sanches (professor de língua portuguesa e multiplicador do NTE Ananindeua)
8.Marco Aurélio Santos (professor de artes e multiplicador do NTE Ananindeua)
9.Célia França (professora de história e multiplicadora do NTE Ananindeua)
10.Jó Elder (Coordenador do NTE Abaetetuba)
11.Messiano Ramos (professor de história e diretor da USE 4)
12.Beto Amorim (professor de língua portuguesa e coordenador do projeto Aluno repórter: a imprensa na escola)
13. Aylton Rocha (pedagogo e coordenador do projeto Aluno repórter: a imprensa na escola)
14.Domingo de Morais (coordenador do NTE Altamira)
15.Fabrício Malveira (professor de matemática e multiplicador do NTE Altamira)
16.Bertolina dos Santos Silva (professora de geografia e ex-coordenadora estadual do Proinfo)
17.Fernanda Cruz (professora de artes, tutora do Projeto Aluno Integrado e professora da sala de informática da Escola Salomão Mattos – Salvaterra)
18. Dalva Guedes (professora de história e multiplicadora do NTE Belém Prof. Mário Thomáz) 
19. Roberto Martins (professor de história e multiplicador do  NTE Belém Prof. Mário Thomáz)
20. Roseny Mendes (professora de sociologia e técnica da SEDUC)
21. Roseana Garcia (pedagoga e técnica da SEDUC)
22. Maria José Cavalcante (professora de biologia e técnica da SEDUC)
23. André Veloso de Melo (professor da sala de informática da Escola Rui Barbosa)
24. Socorro Amoras (professora de sociologia)
25. Everaldo Monteiro santos (professor da sala de informática da Escola Magalhães Barata)
26. Rosistela Oliveira (professora Multiplicadora do NTE Belém)
27. Norma Moreira (professora de história e tutora do curso Mídia na Educação) 
28. Socorro Brasil (professora da SEDUC e SEMEC) 
29. Sandra Cordeiro (professora da escola Leônidas Monte - Abaetetuba)
30. Franz Kreuther Pereira (professor multiplicador do NTE Belém)
31. Claudete Quaresma (professora multiplicadora do NTE Tucuruí)





A lista dos assinantes será atualizada diariamente! 

Marcelo Carvalho

3 comentários:

Blog do Roberto Martins disse...

A iniciativa é pertinente. Não podemos alegar falta de memória. Os fatos são recentes e o campo educacional deve tomar uma posição quanto ao retorno do PSDB ao governo. As conquista são visíveis nas salas de informática, na formação dos professores e na lotação nos espaços. Sabemos perfeitamente o que os tucanos pensam sobre a informática educativa, é só lembrar das condições das salas de informática e dos NTEs. Uma Herança maldita, que o governo atual conseguiu reverter.
Roberto Martins

Dalva disse...

Acho que vocês estão equivocados, o que foi feito neste mandato, ainda foi o que restou dos Projetos do Govêrno anterior. Precisamos moralizar novamente este Estado que já est´´a sucateado, principalmente em se tratando de saúde, educação e segurança. Se estivesse muito bom, nossos aluno não teriam ficado a maior parte do ano letivo sem aulas por motivo das greves e por outros motivos mais.
Votem JATENE - 45, para o nosso PARÁ VOLTAR A SORRIR....

Marcelo Carvalho disse...

Oi Dalva,

Temos opiniões divergentes, isso faz parte do regime democrático.

Mas veja bem votar em Ana Júlia é a única opção que temos para ver o PCCR implementado e também o plano estadual de educação, avanços que o PSDB teve 12 anos para fazer e não fizeram. Além disso vocês deixaram a questão dos temporários sem solução, foi este governo que teve coragem para propor e executar os concursos públicos.

Seja honesta reconheça que seu candidato gosta de obras farônicas e não gosta dos professores e nem dos funcionários públigos.

Cordialmente,

Marcelo Carvalho